Conhecedor do estilo de Washington, Sheik aposta em sucesso da dupla

Emerson diz que qualidade técnica e brincadeiras no hotel vão facilitar entrosamento: ‘Dá para usá-lo como pivô e explorar a bola aérea’

Se um já é ídolo, o outro busca conquistar o torcedor e acabar com a desconfiança. Juntos, sonham levar o Fluminense de volta à liderança do Brasileirão. Com Fred lesionado, o torcedor tricolor começa a se acostumar com uma nova dupla de ataque: Washington e Emerson. E, no que depender do primeiro contato, o futuro promete ser empolgante.

Com apenas um treinamento físico no “novo antigo” clube, Washington foi escalado por Muricy Ramalho ao lado do Sheik no coletivo desta quinta-feira. Fez um gol, que não contou para o placar por ser em repetição de jogadas, mas se movimentou bastante e ajudou o parceiro a se destacar marcando duas vezes na vitória dos titulares por 2 a 1.

Ainda embalado pela boa atuação e pelos aplausos na estreia contra o Botafogo, no último domingo, Emerson aposta no sucesso ao lado do Coração Valente e acredita na qualidade técnica de cada um para facilitar o entrosamento.

– Para ter entrosamento, é preciso treino. Não está sendo o caso. Mas quando se trata de jogadores de qualidade, fica mais fácil. Já conheço o estilo dele de jogar e não vai ter muita novidade. Vamos fazer o nosso melhor.

Dá para usá-lo como pivô e explorar sua principal característica, que é a bola aérea”
Emerson sobre dupla com Washington

O contato com o novo companheiro ainda é pouco, mas o Sheik aposta na descontração da concentração para estreitar a relação com Washington. O que não é preciso proximidade para descobrir é a principal virtude do atacante, que será bem explorada pelo Tricolor.

– Conversamos pouco, mas ainda vamos ter tempo na concentração para fazer as brincadeiras, falar do jogo, e tudo mais que acontece. No último jogo, o Fred saiu um pouco mais. O Washington já é bem centralizado, busca o gol. Dá para usá-lo como pivô e explorar sua principal característica, que é a bola aérea.

A partida de sábado, às 18h30m (de Brasília), contra o Atlético-PR, pela 12ª rodada do Brasileirão, marcará também o reencontro do Sheik com o Maracanã. Palco de que ele sente saudades – a última vez que jogou no estádio foi pelo Flamengo, contra o Cruzeiro, pela 19ª rodada do Brasileirão do ano passado.

– Poder jogar no Maracanã é muito bom. Todo jogador sonha com isso. Uma vez em casa vi o Júnior comentar na televisão que um profissional que não jogou neste estádio não pode se considerar jogador. A expectativa é a melhor possível para encontrar o torcedor do Fluminense.

Com 23 pontos, o Fluminense é o vice-líder do Brasileirão, atrás apenas do Corinthians, que tem 24.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: