Flu vence o Vitória fora de casa e retorna à liderança

Tricolor conta com a ajuda do Inter, que derrotou o Corinthians, para assumir a ponta da tabela

LANCEPRESS!

O Fluminense venceu o Vitória por 2 a 1 fora de casa e, com a derota do Corinthians para o Inter, voltou à liderança do Campeonato Brasileiro. O Tricolor agora está com 48 pontos na primeira colocação e deixou o Rubro-Negro baiano com 31 pontos.

No primeiro tempo a partida não teve muitos momentos de emoção, ao contrário do segundo, em que aconteceram três gols e lances de perigo.

PRIMEIRO TEMPO SEM GRANDES EMOÇÕES, MAS COM UMA BELA JOGADA

A partida começou lenta, com as equipes se estudando muito. Tanto Fluminense, quanto Vitória procuravam trocar passes no meio do campo. A primeira chance da partida foi do Tricolor, aos oito minutos, com Washington. O atacante dominou uma bola levantada por Rodriguinho e chutou perto da marca do pênalti. O goleiro Viáfara encaixou com tranquilidade.

Confira a classificação do Campeonato Brasileiro

Aos 14, foi a vez de o Rubro-negro baiano. Eduardo tocou para Elkeson na meia-lua, que chutou para o gol. Porém, a bola explodiu no zagueiro Gum e foi para escanteio. A partir daí, o time baiano começou a explorar mais investidas ao ataque. Chegava sem muito perigo, até os 19 minutos, quando Eduardo arriscou de longe e a bola passou perto da meta de Rafael, que só acompanhou.

O Vitória pressionava, mas o Fluminense também fazia suas tentativas de chegar ao gol. Aos 24 minutos, Mariano fez boa jogada pela direita e cruzou para a área. Washington subiu para cabecear, mas a bola passou raspando na cabeça do atacante e saiu.

Aos 27 minutos de partida, um lance inusitado. Em uma disputa de bola entre Schwenck e Leandro Euzébio, o jogador rubro-negro caiu no gramado. O juiz parou o jogo somente para o atendimento do atleta, mas todos pensaram que o árbitro havia dado falta para o time baiano. Francisco Nascimento deu bola ao chão causando tremenda confusão entre os jogadores.

Quase no fim da primeira etapa saiu o lance mais bonito até ali. Após o lançamento de Eduardo do lado direito do campo, Elkeson armou uma linda bicicleta, que só não foi perfeita porque saiu a centímetros da trave de Rafael. Mas a jogada valeu pela sua beleza.

O Fluminense respondeu na jogada seguinte. Depois de uma bate e rebate na área do Vitória, a bola sobrou para Rodriguinho na marca do pênalti. O atacante tricolor chutou fortemente no meio do gol e Viáfara teve de espalmar de qualquer maneira para a lateral do campo.

Mas a última chance do primeiro tempo foi mesmo do dono da casa. Depois de uma bola alçada na área, Schwenck resvalou de cabeça, mas a bola mais uma vez não quis entrar. Apito final com 0 a 0 no placar.

TRÊS GOLS E LIDERANÇA PARA O FLU

Sabendo que naquele momento o Corinthians perdia para o Internacional, no Beira-Rio, o Fluminense começou o segundo tempo atacando o Vitória. Deco cobrou escateio e Washington desviou de cabeça para fora.

O Rubro-negro também teve seu lance de perigo no início da segunda etapa. Aos seis, Schwenck chutou fortemente do bico da área e a bola tomava a direção do gol, mas acabou desviando na zaga e saiu pela linha de fundo. Elkeson ainda tentou alcançá-la com um carrinho, mas não obteve êxito.

Porém, quem abriu o placar foi mesmo o Fluminense. Após bela jogada de Rodriguinho pela direita da grande área, o capitão baiano Vanderson derrubou o rápido atacante tricolor. Conca se apresentou para a cobrança e com confiança estufou a rede do Vitória aos 12 minutos.

Não demorou muito e o Vitória empatou a partida, aos 16 minutos. Bida cobrou falta de longe e o goleiro tricolor Rafael espalmou para dentro da própria meta. A bola ainda bateu na trave oposta e o atacante Henrique chegou antes da zaga do Flu para marcar e deixar tudo igual.

O Fluminense não se abateu e novamente desempatou. Conca, em linda assistência, deixou Rodriguinho na cara do gol. O atacante só teve o trabalho de empurrar a bola para o fundo da rede na saída do goleiro Lee aos 19 minutos da etapa final.

O time baiano começou a correr atrás do prejuízo e passou a pressionar o Tricolor, que explorava apenas os contra-ataques. Mas quem teve nova oportunidade foi o Fluminense, quando Deco cruzou para Washington, que tocou de cabeça para fora, aos 39 minutos.

O Vitória respondeu aos 43, em cobrança de falta de Ramon. O apoiador colocou com categoria no canto, mas a bola tirou tinta da trave. Assim acabou a partida com a vitória do Tricolor, por 2 a 1 fora de casa, que comemorou o retorno à ponta da tabela.

FICHA TÉCNICA

VITÓRIA 1 X 2 FLUMINENSE

Estádio: Barradão, em Salvador (BA)
Data-Hora: 26/9/2010 – 16h (de Brasília)
Renda e público: R$ 348.030,00 / 19.169 pagantes
Árbitro: Francisco Nascimento (AL)
Auxiliares: Pedro Jorge Santos Araújo (AL) e José Jaime Rocha (AL)
Cartões amarelos:
Bida e Wallace (VIT) Carlinhos e Deco (FLU)
Gols: Conca (12’/2ºT), Henrique (16’/2ºT) e Rodriguinho (19’/2ºT)

VITÓRIA: Viáfara (Lee Intervalo), Eduardo, Wallace, Thiago Martinelli e Egídio; Vanderson (Ramon 20’/2ºT), Ricardo Conceição, Elkeson e Bida; Henrique e Schwenck
Técnico: Ricardo Silva.

FLUMINENSE: Rafael, Mariano, Gum, Leandro Euzébio e Carlinhos Julio Cesar 9’/2ºT); Diogo, Fernando Bob, Deco (Valencia 46’/2ºT)e Conca; Rodriguinho (Marquinho37’/2ºT)e Washington
Técnico: Muricy Ramalho.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: